CRISES DE PÂNICO - BLOG CONFIDENT

CRISES DE PÂNICO

CRISES DE PÂNICO | BLOG CONFIDENT POR LETÍCIA CAETANO
Odeio quando me sinto aflita. Quando bate aquela angustia sem fim e me vem uma vontade enorme de chorar. Parece que o mundo ao meu redor está desmoronando e eu não me sinto completa... É como se faltasse algo, ou que não tivesse feito o suficiente. Eu tento respirar fundo e lembrar de todas as coisas boas que eu tenho e que eu sou, mas o alivio parece ir embora com a mesma rapidez que me veio, e a angustia volta a reinar. É como estar no fundo do poço por sem chances de voltar a superfície. Eu perco o ar e tudo a minha volta começa a girar. Sou dominada pelas lágrimas que nem sabia poder chorar, afinal, quando se chora muito em um curto espaço de tempo, achamos que não há liquido o suficiente em nosso corpo para expulsar novamente. Minha garganta fecha e prende dentro de mim o grito, como se esse poço ganhasse vida me fechando e arrancando as asas que o grito este grito seria. É assim que eu me sinto sempre que tenho uma crise de pânico ou de ansiedade. É como se eu fosse morrer a qualquer momento por não aguentar tal sentimento ruim e amargo dentro de mim... Há crises que duram minutos, outras que duram horas, dias... então, ela passa e todo o preto e branco que me cercava ganha cor. Todos os momentos bons, as pessoas boas, as conquistas, a pessoa que eu sou de verdade na vida estão de volta me fazendo ter todos os motivos pela qual devo ser grata. O trecho na bíblia que nunca faz sentido nesses momentos de escuridão, mas que nos agarramos com todas as forças que ainda nos resta, faz sentido: "o choro pode durar uma noite, mas a alegria sempre vem ao amanhecer". Eu sei na pele o que é querer desistir de tudo, o que é querer sumir do mundo. Não é fácil passar por isso, mas cabe a nós, somente a nós, não desistir de lutar. Mesmo sem asas, mesmo sem uma maneira aparente de sair do fundo desse poço, devemos sempre lutar e não deixar a escuridão tomar a luz que há dentro de nós, nem nos impedir de enxergar o caminho de volta a superfície. 

--*--
Hey, meus amores, esse texto foi escrito no meio de uma crise. É a forma de lembrar a mim mesma que há muito mais em mim do que esse momento me deixa ver, então eu peço a vocês que nunca deixe nenhuma circunstancia ruim e/ou alguém fazer com que se esqueçam do que há de mais lindo em vocês, você mesmo. E um aviso importante: se essa sensação ou algo pior ou parecido, estiver sendo constante para você, não deixe de procurar ajuda, de conversar com alguém sobre isso. Por mais que pareça que não há ninguém do seu lado, há sempre pessoas que te amam dispostas a te ajudar. Nunca se esqueça disso. 
Amo vocês <3

Nenhum comentário:

Postar um comentário