ENTENDA O QUE É FAST FASHION - BLOG CONFIDENT

ENTENDA O QUE É FAST FASHION

ENTENDA O QUE É FAST FASHION | BLOG CONFIDENT POR LETÍCIA CAETANO
Olá, meus amores, tudo certin'?
Ultimamente eu venho lendo e pesquisando bastante assuntos inerentes à moda, justamente para poder debater com vocês sobre alguns assuntos que me interessam e muito nesse mundo. Não é de hoje que eu tenho uma vontade enorme em me graduar em moda, mas ainda não tive essa oportunidade, por isso, eu estudo como posso. Enfim, atualmente, a gente tem ouvido falar muito do tal fast fashion, e eu achei esse nome engraçado, porque logo de cara me remeteu aos fast food, mas até então, eu não sabia o que o termo significava. 
Bom, se pensarmos em fast food, logo vamos lembrar das grandes empresas que comercializam alimentos de forma ágil e rápida e é exatamente isso que o fast fashion é, a produção, a venda e o descarte rápido de peças. Esse modelo acaba incentivando o consumo exagerado de roupas que rapidamente perdem a qualidade e são descartadas para uma nova coleção. Eu sei que a gente sempre quer estar atento as tendências do mundo da moda, eu sou uma delas (não vou ser hipócrita), mas se nos atentarmos aos danos que esse consumo causa pra gente, para as pessoas que produzem e para o planeta, a vontade é de mudar isso. 
Eu fiz um post aqui no blog falando sobre o minimalismo, e eu sigo isso fielmente, entretanto ainda consumo nessas redes de fast fashion, o que me faz pensar no quanto posso estar sendo contraditória comigo mesma. Enfim, esse modelo surgiu na década de 70, quando houve a crise do petróleo e para achar uma forma de sair dessa crise, as industrias têxteis pensaram na moda rápida (fast fashion, esse termo só foi empregado na década de 90) para escoar suas produções. 
As empresas ficam de olho no que as grandes marcas lançam e no que a população anda usando e vai produzindo em massa e isso vai mudando sempre em novas e mais novas coleções, o que incentiva o trabalho mal remunerado da mão de obra, equiparando-se aos trabalhos escravos. Além disso, com o descarte rápido, a peça com pouca durabilidade acaba causando impactos enormes no meio ambiente. É por isso que as peças costumam ser tão baratas, mas é como aquele ditado diz: o barato pode sair caro. 
O ideal, nesses casos - se assim como eu, você também consume no modelo fast fashion -, é reaproveitar as peças, com customizações e tomar cuidados maiores para que sua durabilidade seja maior e/ou ir em busca de peças mais duráveis por outros meios, como os brechós. Sei que as peças do modelo slow fashion (falarei em breve sobre ele aqui) são mais caras, mas é justamente por valorizar a mão de obra, o processo do inicio ao fim das peças e sua durabilidade, então vale a pena pagar mais caro em uma peça que irá durar mais de um ano, do que pagar por mais peças que podem durar até três/seis meses. 
Espero que tenham gostado do post!
Muito obrigada por tudo.
XOXO <3

Nenhum comentário:

Postar um comentário