PROCURA-SE UM MARIDO - CARINA RISSI

sábado, fevereiro 03, 2018

PROCURA-SE UM MARIDO - CARINA RISSI | BLOG CONFIDENT POR LETÍCIA CAETANO
Olá, meus amores, certin’?
Menos de 24 horas se passaram e estou orgulhosa em admitir que devorei, exatamente, 472 páginas de uma história incrível e de tirar o folego de qualquer leitor em seu mais perfeito juízo mental, ou sem ele... Carina Rissi se tornou A escritora brasileira que conquistou o meu coração de uma forma que nem eu mesma consigo explicar e de um jeito muito bom suas obras me abraçam e me acolhem de forma calorosa, amistosa, divertida e sempre amorosa. O que dizer? Quero ser como ela quando crescer... O livro Procura-se um marido me prendeu assim que soube do que se tratava e estava esperando pelo momento certo para lê-lo (sempre faço isso com a maioria dos livros que compro e/ou ganho) e quando ele chegou, não medi nenhum esforço ao passar uma noite inteira acordada me deliciando com essa estória. Vi o sol nascer com a tormenta do que ainda estava por vir e já assumo que pedi por mais... muito mais.
A HISTÓRIA
Alicie é uma mulher forte, poderosa, determinada e com uma personalidade muito forte. Entretanto, antes de se tornar esta mulher, ela é apenas uma jovem imprudente que se diverte durante as noites e esbanja a fortuna de seu avô. Quando uma triste doença o leva, Alicie se vê perdida até descobrir que seu avô lhe tirara tudo, prometendo devolver toda a herança que lhe era devido quando finalmente se casasse e mantendo-a sobre a tutela de um advogado, amigo de seu avô. É quando seu mundo desaba, e finalmente é forçada a crescer, trabalhar e se vivar para sobreviver, até que uma ideia lhe surge e um pequeno anuncio no jornal a coloca de cara com o amor, bom... ele já estava ali, mas precisou de uma certa ajudinha... Tendo que enfrentar todos os desafios que a vida lhe impõe, Alicie se vê apaixonada e tudo lhe acontece...
O QUE ACHEI
Juro que neste exato momento estou me segurando para não desabafar aqui todo os meus sentimentos pelo livro e acabar fornecendo spoiler e como sei que muitos não curtem isso, prometo me conter. Como puderam perceber por minha introdução, eu não consegui parar de ler o livro (respeitando, é claro, as pausas que era obrigada a fazer para refletir sobre algo que estava rolando no decorrer da história) e a cada página que se passava mais aflita e divertida eu ficava... Pera lá, eram 472 páginas de estória e eu nunca me atrevo a ler um livro tão grande assim, pois começo a ficar incomodada com a ansiedade de quando tudo vai acontecer (assumo!) e por isso eu ficara perguntando para a Carina Rissi imaginaria se ela queria me matar do coração! Os personagens são fantásticos e a estória é linda demais, divertida demais para não se apaixonar e olha que eu sei que sou suspeita.
A única coisa que me incomodou bastante no livro foi o nome do personagem que faz o amor na vida de Alicia, Max, ou melhor, Maximus e sempre que esse nome era mencionado no todo, eu era incapaz de lembrar daquela marca de feijão e isso me fazia rir (sei, eu sou doida!). Então... creio que ficou evidente que indico muito o livro, né? Acontece tanta coisa que faz seu coração ficar na garganta e ameaçar parar de bater milhões de vezes. Além disso, por mais longa que a estória pareça ser, achei perfeito todos os desfeches que a fez terminar do modo que terminou. Me jugam se eu pedir por mais?!
A EDIÇÃO
Procura-se um marido, assim como todas as obras que conheço da Carina, fora lançado pela Verus Editora, uma das editoras que moram no meu coração eternamente e não vou mentir para vocês que ao terminar o livro, achei que eles poderiam ter colocado uma outra capa, sei lá... A capa do livro Belo Desastre com aquela borboleta seria perfeita para esse livro, assim como o beija-flor faria mais sentindo para aquele livro, enfim... Isso me incomodou um pouco, mas depois passou, levando em consideração o que havia dentro das páginas amarelas... Sobre a escrita, eu só tenho elogios (me diz, onde eu não tenho elogios com este livro?), apesar de ficar dizendo aos personagens “ninguém fala isso hoje em dia!” por conta de alguns termos, verbos e blá blás que pareciam antiquados aos personagens, mas tirando isso, tudo é bem fluido e apaixonante!
Espero que tenham gostado da resenha e que ela tenha instigado a curiosidade de quem ainda não leu o livro e/ou quem ainda (por maior loucura que isso seja) não conhece a autora! Ah, e se você já leu o livro, pode deixar aqui sua contribuição com sua opinião sobre o livro <3
Muito obrigada por tudo!

XOXO.

EI, VOCÊ VAI GOSTAR!

0 comentários