NÃO COMPRE, ADOTE.

quarta-feira, fevereiro 01, 2017

Não compre, adote | Blog Confident
Olá, meus amores,  tudo certin'? 
Mais um mês se inicia e com ele veio o blog com cara nova! Peço desculpas por ter sumido o mês de janeiro, mas tive um problema com o domínio do blog e estava tentando resolver com a empresa que fornece esse serviço. Enfim, vamos ao assunto deste post, porque é algo que quero compartilhar com vocês desde a gravidez da gatinha Nina, mãe do Roni. Vocês que me acompanham nas redes sociais (segue lá é @euletscat em tudo, exceto facebook.) que eu tenho um filho lindo chamado Roni, um gatinho super carinhoso, carente e brincalhão. Eu o adotei. 
Desde criança sempre amei bichinhos (exceto os insetos, em particular as baratas), só que minha mãe nunca aceitava-os em casa, até adotarmos o Max, mas ele acabou crescendo demais e onde eu moro não tem espaço para animais grandes e minha mãe acabou arrumando um outro lugar para ele viver. Chorei, gritei, fiquei depressiva, mas tudo porque eu o amava incondicionalmente e ainda amo, pra ser honesta. Depois disso, eu entrei em uma busca incansável por um bichinho de estimação que eu pudesse ter em casa, mas sempre batia na tecla de que esse bichinho tinha que ser um cachorro. Ai veio o problema, eu nunca encontrava um cachorro para adotar que fosse de pequeno porte. Sempre fui contra a venda de animais, porque eles são seres como nós, só não pensam como nós, mas vivem e respiram no mesmo mundo que a gente vive e por isso me recusei a pagar por um. 
Nunca havia passado pela minha cabeça adotar um gato, até que convivi com um (infelizmente ele faleceu depois de ser agredido na rua) que era a coisa mais fofa do mundo, então acabei avisando a todas as minhas amigas que queria um gatinho e que se soubessem de alguém que estivesse doando, eu iria querer. Foi ai que a Nina apareceu grávida e eu falei para a dona dela que eu queria um pra mim. Foram meses complicados e cheios de ansiedade, já que estava naquela expectativa de ter um gato pela primeira vez e o medo da minha mãe não aceita-lo. Quando o Roni nasceu, eu fiquei de boca aberta e ainda mais apaixonada, porque eu sempre admirei os ruivos e ele era ruivo. O nome dele é até uma referência ao meu primeiro amor ruivo, o Rony do Harry Potter. Depois que conversei com a minha mãe, ela ficou de boas e até curte ficar com ele (vou fazer um post em breve sobre as vantagens de ter um gato) e isso só reforçou mais o que eu sempre pensei: não devemos pagar por vidas. 
A questão desse relato para vocês é que se vocês querem um animalzinho de estimação, um filho, mais um membro na família, adote. Tem gente que não concorda com esse meu pensamento, mas vamos lá: você pagaria em dinheiro pela vida de uma criança? Então, também não deveríamos pagar pela vida do gato, do cachorro e por aí vai... O lance é sempre ver suas condições e avisar aos amigos, aos colegas de escola/trabalho, no facebook, visitar casas de adoção, os abandonados na rua e deixar tudo fluir, até você adotar. Vale a pena. Tem tanto bichinho precisando de um lar, tantos abrigos fazendo campanhas para adoção. Tantos deles querendo um amor, um carinho, uma família. E eu tenho certeza que eles irão dar a você o mesmo amor, ou até maior, que vocês vão dar para eles. Por isso, não compre, adote. Amores, não tem nada mais gratificante que a adoção, seja ela de um animalzinho ou de uma criança, porque nesse momento não há negócios, só há amor. 
Quando fui buscar o Roni, ele também me escolheu e foi tudo muito lindo. Segunda fez uma semana que ele está comigo e todos os dias dormi mal, mas não me importei, porque ele sempre queria brincar, ou dormir em cima de mim e é tudo tão lindo (ok, parei, porque se não eu fico aqui babando arco-íris até não poder mais). 
Eu espero que tenham gostado do post. Até vou aproveitar para falar com vocês de uma campanha que a Salve uma vida está fazendo nas redes sociais para adoção de gatos e cachorros e é uma ação bem legal, chamada #AmigoNãoSeCompraSeAdota, fora outras ONGs e abrigos que estão sempre compartilhando seus pequenos e/ou grandes animais. Então, antes de comprar, pense. E se abra para adoção afinal, ele será seu amigo e não o seu objeto. 
Obrigada por tudo! 
XOXO <3

Você vai amar!

32 comentários

  1. Que lindo post, eu adotei o gatinho Valentim. Me doí até de lembrar, eu morava com meu pai e e minha irmã implicou tanto (ela detesta bichinhos) que meu pai deu razão para ela e eu tive que doa-lo novamente. Ele dormia o dia todo e de noite entrava debaixo da minha coberta <3 Meu apê é pequeno (hj moro com meu marido), se não eu já teria adotado de novo <3 são um filho né? Beijos
    Charme-se

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, meu amor! Adota sim. É tão lindo e gato sempre consegue se virar em espaços pequenos... Adota sim <3 <3

      Excluir
  2. Que post lindo! Amei a iniciativa de falar sobre adoção. Realmente uma vida não tem preço, parabéns pelo post!
    www.parisdepriscila.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Pri! Eu fico muito feliz em saber que tenha gostado <3 <3

      Excluir
  3. Que post maravilhoso, sabe, eu nunca pensei em adotar um animalzinho, pois sou muito ocupada e não teria tempo para ele, mas tive a experiencia de cuidar de um gatinho de uma amiga por uma semana, e confesso que depois disso que quis muitooo adotar.
    Quem sabe um dia eu inspire em você e adote.
    BEIJOS!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amanda, sua linda! Fico feliz que tenha gostado e guria, adoooota! Se optar por adotar um gatinho, saiba que eles são super independentes, se você o alimenta-lo, deixar a caixinha de areia bem limpinha e reservar um momento todos os dias para ficar com ele, ele sempre te amará.

      Excluir
  4. Adotar sempre será a melhor alternativa, a compra de animais só incentiva ao comércio e lucro com base em seres vivos, não tem como apoiar depois de saber da realidade dos cachorrinhos que procriam várias vezes para lucro dessa indústria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Erika! Você disse tudo. Mesmo falando que cuidam bem, e acredito que alguns lugares cuidem mesmo, as fêmeas tem sempre que engravidar para que os filhotes possam ser vendidos e isso é muito triste e pode até causar doenças em algumas...

      Excluir
  5. AH QUE HISTORIA LEGAL! Que bom que você encontrou o Roni para adotar, também penso em ter um gato às vezes...
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari, tenha sim. O Roni foi e é a melhor coisa que me aconteceu este ano. Ele é maravilhoso demais e vale muito a pena, sabe? Uma companhia para o resto da vida.

      Excluir
  6. Eu também amo bichos e amei demais teu post. Muita gente prefere comprar animais mesmo sabendo que tem tantos esperando pra serem adotados. Gostei da tua postagem, ajuda no incentivo de conscientizar as pessoas nessa questão. Espero que muita gente passe por aqui e leia.

    Bjs,
    EU SOU UM POUCO DE CADA LIVRO QUE LI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh, Mi, sua linda <3
      Muito obrigada e eu também espero que esse post chegue cada vez mais nos coraçõezinhos de cada pessoa e as conscientize de que adotar é sempre a melhor opção.

      Excluir
  7. Lindo post e iniciativa! Também sou contra a venda de animais. São bichinhos que só querem amor, carinho e ainda retribui toda a afetividade que ele tem em dobro. Parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, meu amor! Nossa, eu tô mesmo muito feliz em saber que vocês estão gostando. O amor de nossos filhos, sejam animais de estimação ou crianças, são incondicionais.

      Excluir
  8. Que lindo seu texto! Eu também tive um cachorro chamado Max, só que ele era muito bravo, quase eu não brinquei com ele por medo. Infelizmente ele envelheceu e veio a falecer. Depois de um ano com aquela angústia de ter perdido um cachorro, eu acabei adotando a Malu, uma vira-lata maravilhosa e cheia de amor. Eu confesso que foi a coisa mais linda que pude fazer na minha vida, ela traz tanta alegria e tanto amor para todos nós em casa, que esse texto me emocionou. Sempre devemos incentivar as pessoas para que adotem. Vou compartilhar seu texto, porque ele é maravilhoso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, meu amor! Que história linda e eu fico muito feliz por saber que você encontrou a Malu. kkk, vou te dizer que agora estou com uma mania de querer adotar todos os gatinhos e cachorrinhos que vejo na rua, kkk. (minha mãe me mataria se os trouxesse para casa, mas quando eu estiver na minha quero adotar mais um gatinho). Muito obrigada pela força, sério.

      Excluir
  9. Eu sou super contra a venda de animais... adotar é tão mais bonito <3 seu post ficou lindo e único, já que não é todo mundo que se dispões a falar sobre adoção de animais! Ah, inclusive eu estou pertinho de adotar um gatinho :)

    Ah, eu amei o seu layout todo preto e branco *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh, Luana, sua linda!!! Menina, vou te chamar no facebook para saber se adotou mesmo! Que lindo <3 <3 Fico muito feliz em saber que gostou do post e do layout.

      Excluir
  10. Achei seu texto muito amor, e quero fotos, muitas fotos do Roni. E de fato, não se compra vidas!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amooor, que bom que gostou. Fico muito feliz em saber disso! E pode deixar que lá no instagram o Roni sempre aparece, kkk. Ele é muito amorzinho, mesmo não gostando de fotos, eu tento.

      Excluir
  11. Eu acho ridículo a venda e comercialização de animais. Precisamos de mais pessoas assim, que pensam na importância da palavra "adotar" ao invés de "Comprar".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Gabriel, seu lindo :// Eu espero que esse post chegue à várias pessoas e assim elas pensem bem antes de comprar um animalzinho.

      Excluir
  12. Esse da fotinha é ele? Quero mais fotos ♡ gatinhos bebês são a coisa mais fofa do mundo. Rony também foi minha primeira paixão ruiva haha e é ainda. Eu nunca comprei bichinhos, sempre tive medo pq eles gostam muito de brincar e eu pensava que queriam me atacar, ai não gosto de ter em casa, mas gosto de olhar de longe kkk mas os que a familia tiveram foram adotados, todos, e me apaixonei por cada um. Também não gosto da ideia de comprar, mas acho que se eu fosse ter um cachorro ele teria que ser um pug, já tem até nome kkk mas é difícil encontrar um pra adotar :/ vou ficar com meu medo mesmo kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, essa fotinho é ele sim, kkk, pouco tempo depois que chegou aqui em casa. Ele não é fã de foto, então eu tenho que ser rápida na hora de fotografa-lo, se não ele percebe e vai embora, kkk. Eu sei bem como é. Quando estava atrás de um animalzinho, pensei logo em um cachorro de pequeno porte, mas só achava para comprar e eu me recusei a isso. Um pug também é um sonho para mim, acho eles lindos e fofos demais, maaaas, comprar não é legal :(( Então, entendo o seu dilema.

      Excluir
  13. Que postagem mais amor. Realmente, adotar animais é bem melhor que comprar, super concordo e amei a proposta da ONG. Vou compartilhar nas minhas redes sociais mais tarde, pois merece chegar em mais pessoas. Nunca pensei em adotar um gato, mas quem sabe eu não faça isso em breve? Vou tentar voltar no blog para conferir as vantagens de ter um gatinho, talvez eu anime.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AH, Gabriel, seu lindo! Tu é muito amor, sabia? Fico muito feliz que tenha gostado e espero que tenha adotado, kkk.

      Excluir
  14. É muito bom ter um gato!
    Todos que tive, eram adotados. O atual, Morceguinho, resgatei e me apaixonei.
    Muito lindo o gesto de adotar.

    www.brilhamiga.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AHHH, que lindoooo <3 Morceguinho deve ser lindo!

      Excluir
  15. Eu sempre tive cachorro quando era criança e até a adolescencia, sempre achei os gatos chatinhos, até morar com meu noivo e conhecer a gatinha que ele tinha, depois vieram os filhotes e hoje eu sou extremamente apaixonada por gatos também. é um amor que nem consigo explicar, amo animais e se eu pudesse traria todos que eu visse na rua pra casa. :( Concordo super com você, comprar um animal sendo que enquanto isso lá fora está cheio. triste.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkk, é maravilhoso né? Se apaixonar e ser amada de forma tão honesta assim... Eu te entendo completamente, porque eu mesma sempre quero trazer gatinhos e cachorrinhos para casa.

      Excluir
  16. Oi, a minha gata também foi adotada, quer disser, ela nos adotou. Eles são uns amores. Quando eu sair da casa dos meus pai vou ter vários, e todos de rua.

    http://blognecessairecarioca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkk, Babi, quando eu estiver na minha casa também adotarei todos os gatinhos que eu achar, kkkk.

      Excluir

OS QUERIDINHOS

CURTA NO FACEBOOK

RECEBA NOSSA

Inscreva-se para receber os novos artigos do blog diretamente em seu e-mail: