5 DICAS PARA AJUDAR A ESCOLHER SEU CURSO NA UNIVERSIDADE

sexta-feira, dezembro 09, 2016

5 DICAS PARA AJUDAR A ESCOLHER SEU CURSO NA UNIVERSIDADE | BLOG CONFIDENT
Olá, meus amores, tudo certin'?
Em novembro eu fiz um post aqui no blog com dicas para se dar bem no Enem, finalmente as provas já passaram e todos os que fizeram ficam no aguardo do SiSU, ProUni, Fies e afins para saber se vai ou não estudar em uma universidade. E é nesse momento que esse post entra. 
Na maioria das vezes a pessoa presta o vestibular, até mesmo direto com as universidades privadas, sem ao menos saber o que realmente quer estudar. Alguns entram em um curso para agradar alguém, outros pelo dinheiro, outros por não ter determinada disciplina ou por já ter feito algo no meio, mas é raro você encontrar alguém que esteja se matriculando no curso que realmente gosta e eu digo isso por experiência própria, por conhecer pessoas assim. Em algumas vezes, há pessoas que só se dão conta de que o curso que estão fazendo não é o que realmente querem já no final dele. Por isso vou dar 5 preciosas dicas para você que ainda não se decidiu ou se decidiu, mas ainda tem certo receio.
1. Faça o que realmente quer e se mudar de ideia não tenha medo desta mudança.
Nisso, eu quero dizer que você pode e DEVE fazer aquilo que realmente ama na universidade e se pelo caminho esse amor mudar, não tenha medo de correr riscos. Sempre converso sobre isso com minhas amigas e até levo de experiência própria, as vezes aquele curso não é o nosso sonho ou você achou que amava e não amava. Isso acontece. As vezes começamos o curso na universidade, nem por ama-lo, mas pelo retorno que ele trará no futuro e chega uma hora que não tem mais como aguentar e aí tudo perde o interesse, nesse momento você tem que se permitir. Ou pode ocorrer ao contrário, você pode começar odiando e terminar amando, mas lembre-se sempre de realmente fazer o que quer, não só pelo tempo "perdido" (entre aspas sim, porque estudo nunca é tempo perdido), mas pelo dinheiro que pode ser gasto (mesmo em uma universidade pública) na universidade.
2. Se precisar de um tempo para se descobrir, vá em frente, a universidade não vai sair do lugar e nunca é tarde para estudar.
Se você está saindo do ensino médio agora, sabe da pressão que é TER que passar no vestibular. Se você sente a necessidade de uma pausa para saber o que realmente quer, converse com seus pais e estabeleça um tempo a si mesmo para não acomodar e descubra-se. Você não é obrigado a cursar algo logo que acabar os estudos, mas nesse período de descoberta é preciso se permitir, não irá adiantar sentar no sofá e esperar a ideia vir a mente, então experimente. Gosta de mexer em computador, decoração, paisagens e urbanismo, dar aula, maquiagem... Teste as profissões, leia sobre elas e assim surge a luz.
3. Não pense na disciplina que não quer cursar ou no dinheiro que terá.
Se não vai cursar, exemplo, administração por causa da matemática, esqueça. Todas as disciplinas se completam e todas se fazem necessário para sua formação, Vai ter disciplinas que você vai gostar e outras que não, isso faz parte e sem essa parte, você não se forma, então deixar o curso que ama por uma disciplina não vale a pena. O mesmo se aplica ao dinheiro, sabe o livro o Vendedor de Sonhos do Sr Cury? Tem coisas que o dinheiro não pode comprar e umas delas é o prazer de fazer aquilo que realmente ama. Quando estamos fazendo por amor, levantar da cama fica mais fácil, estudar fica mais fácil, viver a profissão fica mais fácil e a dedicação é cada vez maior. A vontade de se aprimorar no assunto só aumenta e isso sim faz de você um ótimo profissional e te destaca no mercado e depois disso, pode ser que o retorno financeiro venha e mesmo que não, você estará feliz e vivendo a vida plenamente, afinal, só temos uma para ter que viver fazendo aquilo que nem ao menos sentimos prazer e que temos de empenhar boa parte dos nossos dias.
4. Se depois disso tudo você ainda não faz ideia do que cursar, veja o que você sabe fazer de melhor, vai ser um bom começo.
Eu passei a maior parte da minha adolescência achando que viveria e morreria administração e não foi bem assim que ocorreu, hoje, eu ainda estou me descobrindo, mesmo já estando na faculdade. Se você passou por essa mudança ou nunca nem se quer pensou nisso, pare e olhe para dentro de si e reflita naquilo que mais ama fazer, nesse momento não vale dizer que não ama nada. Sempre vai haver um assunto, um hobbie que te satisfaça, por exemplo, você adora tudo que engloba filmes, então você pode começar a pesquisar cursos que envolvam o assunto cinema, e assim vai para todos os outros assuntos. 
5. Faça testes vocacionais.
"ah, mas eu gosto de muitas coisas, como posso fazer?" Para isso existem os testes vocacionais, encontrados com facilidade no Sr Google. Se você não conhece, esse teste nada mais é do que perguntinhas simples de múltipla escolha que no final dela te direciona vários cursos e/ou ramos que mais combina com suas características e através disso, pode se embasar ou pesquisar sobre os resultados e ver qual você quer fazer. Se depois você ainda achar que não é o que queria, volte ao ponto um, veja o que ama e não tenha medo de mudar.
Eu espero muito que tenha ajudado a todos vocês com essas dicas. Se conhecer alguém que esteja passando por isso, compartilhe essa postagem com ele e seus outros amigos, assim, você estará ajudando ao blog e a todos os envolvidos no período de vestibular. Agora, se você já passou por isso, deixe aqui suas experiências e dicas para os novos universitários. 
Muito obrigada por tudo!
XOXO

Você vai amar!

2 comentários

  1. Oi Letícia!
    Quando fiz vestibular pela primeira vez, não tinha ideia do curso que eu queria, depois de um ano e meio, mudei e estou em um curso que não gosto muito. Mas agora eu sei o que quero.
    Uma coisa que pode ser um problema é o apoio que você tem em casa. Então, a sua segunda dica depende muito disso, muitos pais não vão deixar os filhos "perderem" um ano de faculdade.
    A sociedade nos pressiona muito, por isso acaba sendo mais difícil escolher um curso do que deveria ser.
    Mas suas dicas são bem válidas pra quem está no ensino médio e quer se decidir.
    Beijos!

    http://www.tarsilamartins.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tarcila!
      Obrigada, minha flor. Olha, é normal nos desviarmos um pouco, sabe? Eu acho que nada na vida é perda de tempo, tudo tem seu valor. No caso da segunda dica, o lance é conversar, creio que mesmo sendo complicado o dialogo entre algumas famílias, a pessoa tem que saber conversar e expor o que sente. Sobre a sociedade, eu já não acho que há tanta cobrança no quisito universidade, há no preparo para as empresas, mercado de trabalho, mas não um padrão imposto, do tipo: Você tem que fazer.

      Excluir

OS QUERIDINHOS

CURTA NO FACEBOOK

RECEBA NOSSA

Inscreva-se para receber os novos artigos do blog diretamente em seu e-mail: