UM AMOR QUE TE TRANSBORDE

sexta-feira, outubro 14, 2016

Sempre achei que todos tínhamos a nossa tampa da panela. Alguém que nos completasse e nos fizesse ser uma pessoa melhor do que somos. Achei que quando encontrasse essa pessoa estaria mais que disposta a começar minha vida.
Pensamentos errôneos estes o meu. Encontrei alguém que achei ser a tal pessoa acima, até que um dia sem avisos da vida, me arrebentei em um muro de concreto pelas ruas do coração. Não era mais eu. No processo de recuperação, me vi obrigada a repensar toda a minha vida, até me dar conta de que não existe alguém para te completar, mas para te transbordar. Não existe viver depois que se conhece alguém. Existe o viver, aqui e agora.
Creio que muitos cometem esse erro. Cheguei a achar que não existia amor, até perceber que o meu pensar de amor estava distorcido em algum ridículo pensamento de que preciso de alguém para ser alguém. Se quero ser uma pessoa melhor, não será outra pessoa que fará isso por mim. Se quero viver minha vida, não será outro alguém que fará isso por mim. Se quiser me completar, não será outro alguém que fará isso por mim.
Preciso de alguém que se transborde comigo. Alguém que continue a viver comigo. Alguém que queira continuar sendo alguém melhor ao meu lado. Lembro-me de procurar esse alguém, até que me disseram algo que fez todo o sentido: não achará esse alguém se ainda o procurar. Me fechei, até que outro sábio me disse: não achará esse alguém se se fechar. Decidi. Quando estiver farta de mim, repleta de mim, pronta, a vida se encarregará do resto. Hoje vivo, vivo para mim. Sou completamente completa por mim. O amor de outra pessoa há de bater na porta no momento certo e então eu saberei, de fato, o que é amor.

Você vai amar!

6 comentários

  1. Texto muito lindo :)
    Creio que ter decepções é uma fase da vida e passei por isso e aprendi muito!!
    Ótimo tema para falar...

    www.chaeamor.com

    ResponderExcluir
  2. Hoje vivo, vivo por mim.
    Incrível. Muito bom o texto

    ResponderExcluir
  3. Lindo seu texto. Eu aprendi, depois de muito sofrer, que precisamos ser completos,como você disse. Não precisamos de alguém que nos complete, e sim alguém que nos transborde.
    Beijos e parabéns de novo pelo texto lindo.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo, Lary!
      Muito obrigada, fiquei feliz em saber que gostou;

      Excluir

OS QUERIDINHOS

CURTA NO FACEBOOK

RECEBA NOSSA




Inscreva-se para receber os novos artigos do blog diretamente en sey e-mail: