VELHO AMIGO, VELHO AMOR.

segunda-feira, abril 11, 2016

VELHO AMIGO, VELHO AMOR.
Todas as noites, depois que me deito, fico imaginando conversas que jamais existirão. Nelas, conto meu dia, faço dramas, choro, sorrio, brigamos. Todos os dias, antes de dormir penso em você. Ando pelas ruas imaginando encontros, me perguntando por onde tem andado. Desde que se foi, a vida não tem sido mais a mesma e por mais que eu tente, lute, você não para de surgir nela. Me abraço, imaginando seus braços. Desabo, imaginando seu conforto. Grito, imaginando você dizer que tudo ficará bem. Velho amigo, velho amor, meu primeiro amor... Será tudo costume da sua presença ou a falta que sua ausência me trás? Já não sei o que pensar. Sorrio sempre que seu rosto vem a mente. Choro toda vez que sinto seu perfume. Sua voz é a melodia que falta em minha canção. Agora, não tenho mais você aqui. Éramos tão jovens e  verdadeiros. Acreditávamos que a vida reservava o melhor para nós dois, juntos. Agora, tudo o que tenho são as lembranças de um amor que não existe mais. Será que um dia ainda iremos nos encontrar? Será que ainda pensa em mim? Querido amor, agora só sei que você não vem e mais uma vez, na solidão de uma noite fria, mais uma vez estarei só.

--**--
Sei que o texto de hoje é bem curto, mas o escrevi dentro de um ônibus indo para a cidade do Rio de Janeiro, ouvindo Ed Sheeran e não tive noção de seu real tamanho pelo celular. Escrevi até minha mente não conseguir pensar mais nada sobre o assunto. Espero muito que tenham curtido <3
Obrigada por tudo!
XOXO <3

Você vai amar!

0 comentários

OS QUERIDINHOS

CURTA NO FACEBOOK

RECEBA NOSSA




Inscreva-se para receber os novos artigos do blog diretamente en sey e-mail: