Priest / Padre.

terça-feira, fevereiro 02, 2016

RESENHA DO LIVRO PADREOlá, meus amores! Tudo bom com vocês?
Hoje eu vim aqui falar com vocês sobre um livro que finalizei janeiro e tive uma grande dúvida. Sim, eu fiquei pensando de postaria ou não uma resenha sobre ele aqui no blog, mas acabei me perguntando: "Por que não postar?" 
Eu já começo dizendo que não sei se esse livro foi lançado no Brasil, mas creio que não, porque a tradução que recebi veio cheio de erros ortográficos que complicou um pouco a leitura... Lembra que eu postei aqui no blog sobre clube do livro? Então, eu faço parte do Família de Tinta, que reúne várias pessoas de outros estados do país e foi nele que descobri sobre este livro e elas me enviaram o e-book para ler. E isso vai explicar o motivo de não ter fotos de minha autoria neste post. 
Enfim, vamos falar do livro, que é o real motivo deste post. Ele é um livro new adult erótico. E a pergunta que fica no ar: "Mas o nome do livro é Padre?!" Sim, e eu vou explicar o motivo. 
O livro narra a história do jovem Padre Bell, um rapaz que decidiu se tornar padre após encontrar a irmã morta na garagem de sua casa. Motivo da morte? Suicídio, após abusos sexuais cometidos por um padre da região que moravam.
Então, afim de resgatar a fé de toda a comunidade perdida e encontrar o alivio de sua alma, ele se torna - como eu já disse, dã - padre, mas é após três anos de sua "comunhão", ele conhece a Poppy, uma mulher que largou a vida de "menina para casar" para viver sua vida, sua própria vida, sem ter os pais e toda uma sociedade rica dizendo o que ela tem que fazer... A questão é que Poppy virou dançarina em uma boate de strip e por isso ela vai se confessar... 
No primeiro contato entre o Padre Bell e a Poppy já rola um clima, um grande clima, mas eles não se veem, por causa do confessionário... 
Okay, dando uma pausa na descrição do livro para dar a minha opinião... A primeira coisa que surgiu na minha cabeça quando comecei a ler o livro foi "como a comunidade católica reagiu a este livro?" Amores, o livro relata cenas tensas, se posso dizer assim... 
Mas, voltando... O Padre Bell e a Poppy acabam se envolvendo fisicamente a principio, e ele luta contra as tentações da carne, mas sempre acaba se deixando levar pela química e o desejo quando ambos estão a sós... E é com base nisso que o livro se desenrola... 
Ele enfrenta o dilema de estar fazendo o mesmo que o Padre anterior fez a sua irmã - mas tendo o consentimento da outra pessoa -, no dilema entre abandonar ou não a igreja, de largar ou não Poppy... E então entra na coisa o ex namorado de Poppy, que é um cara rico pra caramba e descobre esse relacionamento e então o nosso querido Padre Bell tem que tomar uma decisão... 
Todo o livro é narrado por ele, exceto pelas confissões de Poppy. Ele não chega a ser um 50 tons de cinza, mas tem cenas um tanto sadomasoquistas, talvez...
Obvio, que pelas cenas, o livro é indicado somente para maiores de 18 anos!!! 
Ainda estou me perguntando sobre a comunidade católica, mas o livro é bom e como todo personagem masculino em livros de romance, o Padre Bell é maravilhoso... Não tive problemas com nenhum personagem no livro, até porque, todo o livro é girado entorno deles, o que chegou a ser um pouco chato... O meu maior problema foi com a tradução mesmo, pois como eu já disse lá em cima, eu recebi o e-book e a tradução veio uma bosta, mas deu para ler... 
A recomendação do livro vai ficar a cargo de vocês, amores, porque não é um gênero que todos leem, então se vocês gostam desse gênero, vai gostar sim... 
Espero que vocês tenham gostado dessa resenha :) Não esqueçam de comentar aqui, ok? Se você já leu o livro, por favor, comente me dizendo o que achou! Ah, e se acharam ele já lançado no Brasil, porque quero ele na minha estante!!!
Obrigada por tudo!
XOXO.

Você vai amar!

0 comentários

OS QUERIDINHOS

CURTA NO FACEBOOK

RECEBA NOSSA




Inscreva-se para receber os novos artigos do blog diretamente en sey e-mail: